Conheça o Museu do Amanhã, ícone do Porto Maravilha

Uma das paradas obrigatórias para quem visita o Rio de Janeiro é no Museu do amanhã. Ele é uma das mais novas atrações da cidade, mas que já tem um peso importante tanto para o turismo como para a cultura local.

O antigo píer Mauá que estava desativado deu lugar a essa belíssima construção pós-moderna que também traz um toque orgânico e sustentável, e que se tornou um dos ícones da identidade do Rio.

O Museu do Amanhã é um projeto de Santiago Calatrava, arquiteto espanhol. Foi inaugurado na Praça Mauá no dia 17 de dezembro de 2015, e sua construção teve um custo de 230 milhões de reais, e o apoio da Fundação Roberto Marinho.

O edifício foi todo trabalhado com espinhas solares. Elas se movem ao longo de uma claraboia que adapta-se às mudanças do clima. Ele também é um dos grandes representantes da reurbanização da zona portuária do Rio.

A proposta

No Museu os visitantes apreciam diversas mostras que trazem alertas importantes sobre as mudanças que estamos vivendo no mudo em relação ao clima e á degradação ambiental. Ilustra como isso pode levar ao colapso social alertando sobre os perigos da nossa realidade.

Mas as exposições são feitas de uma forma diferente ali, porque principalmente as exposições são feitas em formato digital e não priorizando-se objetos, mas sim ideias.

Com esse novo museu a intenção é valorizar não apenas as belezas e atrações que o Rio de Janeiro já ostenta e são mundialmente conhecidas, como suas praias e o Carnaval, mas também mostrar a cultura da cidade. Assim, uma das missões é o fortalecimento da paradiplomacia para também fortalecer internacionalmente e identidade cultural do Rio.

Parcerias

Além de promover as mostras e exposições para o público, o Museu do Amanhã também possui parcerias importantes com instituições científicas globais e universidades brasileiras e coleta em tempo real de dados climáticos.

Também tem parceria com a população de agências espaciais, a ONU e consultores de várias áreas de conhecimento, como climatologistas, astronautas e cientistas sociais.

E não podemos deixar de citar a doação recebida pelo Museu em 2015, antes de sua inauguração. O Museu do Amanhã foi presenteado com uma escultura do artista norte-americano Frank Stella, a Puffed Star II.

Trata-se de uma escultura metálica que representa uma estrela com vinte pontas. Ela tem 6 metros de diâmetro e pode ser vista no acervo aberto do Museu. Foi instalada em seu espelho d’água, em frente à baía de Guanabara.

Etapas

As visitas ao Museu são guiadas por etapas diferentes que ilustram as várias fases e vivências da raça humana e do o universo como um todo. Assim, o visitante passa por essas etapas e exibições, onde apreende conhecimentos diversos.

O primeiro módulo é o Cosmos, que vem seguido do Terra, e depois o Antropoceno, seguido dos Amanhãs, e para encerrar a visita temos o pavilhão Nós. Todo o percurso e rico em informações que encantam, conscientizam e educam.

Por essas e outras razões é que o Museu do Amanhã é uma importante âncora do Porto Maravilha no Rio de Janeiro. Mais uma atração para os moradores e turistas que desejam conhecer a fundo a cultura da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *